domingo, 15 de março de 2009

POLÍTICOS BI

Estou alarmado com a quantidade de políticos bi hoje na política. Para todo o lado que se olhe lá esta um. Especialmente os reconhecidos como bem sucedidos. Sejam detentores de mandato eletivo ou ocupantes de cargos proeminentes, a ideologia atual é uma só: ser bi.

O político bi a que me refiro não é necessariamente o bi-sexual. Até existem muitos deles. Mas ao que me refiro é sobre o pensamento bi-partidário, bígamo político, bi-eleito, bi-domiciliado, etc. Aonde chegamos é ao ponto de uma velhacaria que não tem mais conserto. Tudo em nome da chamada governabilidade. Da eleição “sem custos”. O rateio do botim do erário é combinado antes da eleição. E todo mundo se acomoda com o seu quinhão.

A política seria melhor com os monógamos. De um só partido, de uma só ideologia, de um só caráter, de um só compromisso, de uma só eleição. Por exclusão, se chegamos aonde chegamos com essa geração de políticos bi, ou seja, ao fundo do poço da imoralidade pública e da ineficiência administrativa, devíamos tentar inovar e defender cada qual a sua própria ideologia e prestigiar o seu próprio partido e programa político.

Um comentário:

  1. Esse post vou publicar no meu blog. Sou de amplo diálogo, mas o casamento é com o nosso PMDB! Jurei para a minha Mãe que não haverá separação e nem mudança de partido.

    adonadosenadofederal.blogspot.com

    ResponderExcluir