terça-feira, 30 de junho de 2009

A QUEBRA DA CREDIBILIDADE

O Prefeito Municipal de Campo Grande em "solenidade" ontém na Santa Casa tentou desqualificar o pedido de auditoria protocolado pela ABCG junto ao DENASUS do Ministério da Saúde e, junto ao TCU - Tribunal de Contas da União, alegando ali nao existir irregularidades.

As denúncias partem de diferentes setores: da análise contábil procedida no Balanço apresentado pela junta administrativa; pelo Advogado do Sindicato dos Médios que informa o Balanço nao contemplar uma dívida de R$ 30 milhões acumulada com os médicos, desde 2.004 e do Sindicato do SINTESS, que afirma haver sido desviado mais de R$ 162 milhões dos recursos que deviam ser aplicados diretamente por contrato na Santa Casa.

Portanto, a palavra do prefeito é muito pouco para não se investigar. Afinal, demonstra que nem leu o Balanço que mandou publicar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário