sexta-feira, 5 de junho de 2009

R$ 13.000.000,00

Concedi entrevista hoje a um Jornalista Esportivo que investiga as causas do fracasso do Futebol de Mato Grosso do Sul e da frustrada tentativa de trazer para Campo Grande uma das sub-sédes da Copa do Mundo 2.014.

Entre outras considerações destaquei que falta prioridade do Poder Público para a área esportiva. Nao existe uma Lei de Incentivo ao Esporte local, onde as empresas poderiam contribuir na formação de atletas com incentivo fiscal do Governo do Estado. Além é lógico de investir também como patrocinadora. Uma coisa levaria a outra.

Também é inexistente qualquer planejamento municipal para a área esportiva. Falta-nos um Estádio Municipal que poderia ser multiuso ou seja, para atender a demanda de todas as modalidades esportivas.

O mais incrível é ver a Assembléia Legislativa gastar R$ 13 milhões de reais por mês para manter 24 Deputados, enquanto nao há verba para investimento adequado no Esporte, na Saúde, na Educação, etc. Tudo é questão de prioridade. Diria mais, de civismo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário