quinta-feira, 9 de julho de 2009

MISSA DA TERRA SEM MALES

Este poema faz parte da introdução de uma música de raiz cantada por Rolando Boldrin (em parceria com Ranchinho), cujo CD faz parte da antologia musical brasileira:

Em nome do Pai de todos os povos,
Maíra de tudo,
Excelso Tupã
Em nome do Filho,
Que a todos os homens nos faz ser irmãos,
No sangue mesclado com todos os sangues,
Em nome da Aliança da Libertação.
Em nome da Luz de toda cultura,
Em nome do Amor que está em todo amor.
Em nome da Terra sem males,
Perdida no lucro, ganhada na dor,
Em nome da Morte vencida,
Em nome da Vida,
Cantemos Senhor!

Nenhum comentário:

Postar um comentário