quarta-feira, 15 de julho de 2009

O DIREITO E O PRINCIPIO DA ORALIDADE

Tenho acompanho como profissional o mau vezo da atuação não mais de advogados das partes, mas diretamente das partes, especialmente, quando a parte é o Poder Público, em atuação junto a Juizes, Desembargadores, Procuradores do MP.

Constato que no Brasil o princípio da oralidade processual foi substituído pelo maroto princípio da auricularidade. São os já famosos "Embargos Auriculares".

Nenhum comentário:

Postar um comentário