sexta-feira, 24 de julho de 2009

PMDB UMA LEGENDA CONSTERNADA

(23/julho/2007) O Jornalista Cícero Ferreira Lopes da Assessoria de Comunicação da Fundação Ulysses Guimarães Nacional envia o texto que tenho a satisfação de publicar:

Este mês de julho vai ficar marcado e, indelevelmente consternado, pelas mortes de três homens públicos, que, além de notórios parlamentares, que tiveram brilhante passagem no PMDB. Fala-se dos falecimentos de Dr. José Aristodemo Pinotti, deputado federal pelo Estado de São Paulo, óbito que ocorreu na madrugada do dia I°, no Hospital Sírio Libanês, da capital bandeirante. A segunda morte foi a do deputado federal, Fernando Diniz, no dia 17, também, em São Paulo. Fernando era deputado federal, engenheiro civil, empresário, natural de Belo Horizonte, e presidente do Diretório Regional do PMDB mineiro. E no domingo (19), Gilberto Mestrinho morre em Manaus, ele que foi governador do Amazonas, em três legislaturas, deputado federal e senador da Republica. Mestrinho tinha 81 anos. Em tempo. O deputado Dr. Pinotti foi presidente nacional da Fundação Ulysses Guimarães, na gestão de 1995 / 1997.

O PMDB em sua fase inicial, quando era apenas o MDB velho de guerra, contou com o destemor, a força vocacional de homens públicos que não mediram esforços para que engajados no ideal democráticos de libertação da pátria, todos unidos, ao lado de Ulysses Guimarães, Tancredo Neves, Franco Montoro e outros patrícios ilustres, que lutaram e venceram com a redemocratização do País.

Dr. Pinotti, governador e Fernando Diniz, deputado federal, estão, pois, imortalizados na constelação dos grandes homens públicos brasileiros que entenderam o nobre significado do que é servir ao Brasil. O PMDB é justamente uma legenda que busca servir à Pátria, pois, servindo a Pátria serve ao homem.

Nenhum comentário:

Postar um comentário