sábado, 29 de agosto de 2009

MAIS DE MENOS LIBERDADE DE EXPRESSÃO

Veja mais do que falamos neste Blog ainda hoje. Agora é a vez do Equador, onde segue governando mais um dos Presidentes reconhecidos como Chavistas. A Notícia está no site Terra:

O presidente do Equador, Rafael Correa, anunciou neste sábado que pedirá o "fechamento definitivo" de um canal de televisão da oposição por divulgar uma gravação sua, obtida através de "espionagem" em seu escritório.

A emissora privada transmitiu a gravação que, segundo Correa, foi realizada de modo clandestino em sua mesa, violando a lei de rádiodifusão que proíbe aos veículos propagar vídeos e áudios sem autorização dos envolvidos.

"Acabou a festa, pedirei os rigores da lei contra a Teleamazonas, chore quem chorar", advertiu em seu programa de rádio e televisão transmitido aos sábados. A Teleamazonas já foi multada duas vezes e divulgou nesta semana uma gravação clandestina de uma conversa do presidente em seu gabinete entregue à imprensa pelo líder do partido de oposição Sociedade Patriótica (SP), Fernando Balda.

Nenhum comentário:

Postar um comentário