segunda-feira, 31 de agosto de 2009

O PENSAMENTO DE MARINA. É BOM CONHECER.

Trechos da entrevista a Veja desta semana:

"Não sou favorável a descriminalização da maconha. Questões como essa são decididas pelo Legislativo. A minha posição não será um problema, porque o PV pretende aprovar na próxima convenção uma cláusula de consciência, para que haja divergências de opinião dentro do partido.

Fui católica praticante por 37 anos, um aspecto fundamental para a construção do meu senso de ética. Meu ingresso na Assembleia de Deus foi fruto de uma experiência de fé, pelo toque do Espírito. Esse meu processo interior aconteceu em 1997, quando já fazia um ano e oito meses que eu não me levantava da cama, com diagnóstico de contaminação por metais pesados. Hoje, estou bem.

Eu creio que Deus criou todas as coisas como elas são, mas isso não significa que descreia da ciência. Não é necessário contrapor a ciência à religião. Respondo (sobre ensinar o criacionismo nas escolas), que, desde que ensinem também o evolucionismo, não vejo problema. Mas jamais defendi a ideia de que o criacionismo seja matéria obrigatória nas escolas. Como 90% dos brasileiros, acredito que Deus criou o mundo. Só isso.

Não julgo quem faz o aborto. Mas eu, pessoalmente, não defendo o aborto, defendo a vida. É uma questão de fé. Tenho a clareza, porém, de que o estado deve cumprir as leis que existem. Acho apenas que qualquer mudança nessa legislação, por envolver questões éticas e morais, deveria ser objeto de um plebiscito."

Nenhum comentário:

Postar um comentário