segunda-feira, 17 de agosto de 2009

NA POLÍTICA AINDA SE PODE SONHAR

O Espanhol Miguel de Cervantes escreveu um dos maiores clássicos sobre o sentimento humano de superação e de esperança: "Don Quixote de la Mancha". Seu livro já foi dissecado de todas as formas intelectuais possíveis. O texto abaixo (de Chico Buarque) é bom de ser ouvido na voz de Maria Betânia. Um alento para estes tempos de pobre política de desesperança e de falta de sonhos e ideais:

"Sonhar mais um sonho impossível
Lutar quando é fácil ceder
Vencer o inimigo invencível
Negar quando a regra é vencer
Sofrer a tortura implacável, romper a incabível prisão, voar no limite improvável,
Tocar o inacessível chão
É minha lei, é minha questão, virar este mundo, cravar esse chão
Não me importa saber, se é terrível demais
Quantas guerras terei que vencer por um pouco de paz
E amanhã se esse chão que beijei, for meu leito e perdão
Vou saber que valeu delirar e morrer de paixão
E assim, seja lá como for, vai ter fim, a infinita aflição
E o mundo vai ver uma flor
Brotar do impossível chão"

Nenhum comentário:

Postar um comentário