domingo, 2 de agosto de 2009

SENADOR RONAN TITO ATOR E TESTEMUNHA

É sempre um momento prazeroso conversar com o ex-Senador Ronan Tito, das Minas Gerais sobre a sua convivência com Ulysses Guimarães e especialmente com Tancredo Neves, como ele mesmo diz, "de quem fui carregador de pastas e confidente." Ronán Tito foi Lider do PMDB no Senado Federal.
Dia desses em trajeto entre Salvador do Sul e o aeroporto de Porto Alegre onde tomaríamos avião de retorno às nossas casas, após participarmos de um evento político do PMDB do Rio Grande do Sul, ele lembrava dos momentos críticos da eleição de Tancredo Neves à Presidente da República.
Os jornalista em determinado momento acercaram-se de Tancredo e indagaram como ele iria vencer Paulo Maluf nas eleições indiretas, dentro do Congresso Nacional, já que Maluf tinha a fama de nunca haver perdido uma eleição.
Tancredo Neves, segundo Ronam Tito não titubeou e respondeu: "Ele ainda não disputou com um profissional." Os jornalista insistiram: Mas o Senhor é um profissional? E ele de pronto reafirmou: Sim, sou um profissional e vou ganhar esta eleição.
E não deu outra. O mineiro Tancredo Neves tornou-se Presidente da República impondo fragorosa derrota àquele que pontificava a expressão da ditadura brasileira naquele momento e que havia derrotado dentro do seu partido a ARENA e representava o estabelishment militar: o Coronél Mário Andreazza.
Ronan Tito tem relutado em escrever suas memórias. Tenho incentivado a que faça este esforço. Os brasileiros se sentirão muito felizes ao ler de fonte tão fidedígna importantes relatos da história da reconquista democrática.

Um comentário: