segunda-feira, 31 de agosto de 2009

SOBRE EDUCAÇÃO

Li recentemente um estudo da Profa. Nora Krawczyk, da PUC/Campinas sobre os dados colhidos pelo IBGE. É preocupante e recomenda providências imediatas.

Dos 10,5 milhões de jovens na faixa etária de 15 a 17 anos. apenas 47,7% mantêm adequada relação idade/série e 1,9 milhões desses jovens abandonam a Escola em cada período letivo.

Segundo o jornal Hoje Notícias, de 18/8/2009, a questão não pode ser atribuída somente a situação financeira. Trata-se de falta de definição correta de estratégias para aplicação dos conteúdos pedagógicos.

"Uma vez implementada a redução e um melhor detalhamento dos conteúdos há espaço e tempo para o início de um ciclo virtuoso: ofertar aos alunos ensinamentos mais atraentes e edificantes. Exemplos? Oficinas (parte delas optativas) de Artes, Filosofia, Sociologia, leituras, educação ambiental e financeira, informática, valores, cidadania, etc. A atual geração dos jovens valoriza o lúdico, a multimídia, as práticas experimentais, a vivência dos fenômenos naturais e humanos, o diálogo entre as diversas disciplinas. Isto posto, estaremos mais próximos das palavras simples e plenamente inteligíveis do epistemologista suíço Jena Piaget: "Só se aprende o que tem sentido, o que prazeroso".

Nenhum comentário:

Postar um comentário