domingo, 9 de agosto de 2009

A TEORIA DO JARDIM

A poetisa brasileira Dora Ribeiro se define como uma "poeta em trânsito" espacial e evolutivo como dfine: "a poesia é uma experiência virtual e artificial, e sempre em mutação". Morou vinte anos nos Estados Unidos e desde 2008 realiza o seu ofício literário na China para onde se mudou como declarou ao Jornal O Estado de São Paulo do dia 08 de agosto de 2009.
É dela este poema sobre Ensaios da razão e Desejo de Alquimia, do seu livro A Toeria do Jardim (Editora Companhia das Letras):

"Não falta nada
para o caos
nunca faltou
apenas nos divertimos
com os ensaios da razão
procurando transformar água em gelo

O árduo raciocínio
a tabela periódica
são belos sistemas de
organização
elegantes testemunhas
do nosso desejo
de alquimia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário