sábado, 26 de setembro de 2009

SANTA CASA E INTERVENTORES

Lendo o jornal eletrônico Campo Grande News sobre a matéria de hoje que publica os antecedentes de determinado "administrador" empossado antes mesmo da nomeação judicial, respondendo a ações judiciais por iniciativa de outro Ministério Público, mais atento, da Bahia, pude aquilatar o quanto a conduta de alguns membros do Ministério Público em Campo Grande, por ação ou omissão, tem sido prejudicial a sociedade sul-mato-grossense no campo da saúde.

O Hospital Santa Casa que já foi referência na atenção a saúde foi completamente sucateado pelo interventores nomeados pelo Município e pelo Estado. Ali não se pratica mais transplantes desde o início do ano, não se agenda mais cirurgias eletivas, não mais existem UTIs néo-natais em funcionamento. O Pronto Socorro interditado. E a promotoria que cuida do caso apenas expede sucessivas notas sem nenhum resultado prático: "Instauramos Inquérito Civil para investigar." E lá se vão quase cinco anos e o Hospital cada vez mais sucateado. Um desastre!

Uma ponta do Iceberg começa a emergir com a notícia da "notória capacidade administrativa" de gente contratada para ajudar na "gestão" do Hospital. Aliás, não é a primeira vez. Inicialmente nomearam um sujeito com passagem na polícia para ser Superintendente. Tanto denunciamos que o demitiram.

Nenhum comentário:

Postar um comentário