quarta-feira, 23 de setembro de 2009

VOTO NÃO É TUDO NA DEMOCRACIA

Se apenas o voto pudesse conferir total liberdade de ação a qualquer eleito, então poderíamos correr o risco de acabar com a própria Democracia. Um sujeito totalitário se utiliza dos votos para impor uma ditadura, como está acontecendo na Venezuela e queria fazer o mesmo em Honduras o tal do "chapeludo Zelaya".

O voto é indispensável na Democracia, mas o respeito às Instituições e às Leis são tão importantes quanto. Em Honduras ouve uma tentativa de violação a Constituição para Zelaya se perpetuar no Poder e Legislativo e o Judiciário com apoio das Forças Armadas imepediram. Neste caso, as Forças Armadas agiram, como deve agir qualquer Força Armada até mesmo no Brasil para garantir a defesa das Instituições Democráticas.

Vai daí que o Governo Brasileiro neste momento tomou o lado errado. Restituir o Poder a Zelaya será abrir as portas para que ele se perpetue no Poder. O Certo é o que as Instituições estão fazendo por lá: Convocar novas eleições.

2 comentários:

  1. Concordo em gênero, número e grau com o seu pensamento. O "nosso" presidente mais uma vez mete os pés pelas mãos. Triste Brasil!

    ResponderExcluir
  2. CARO ESACHEU:
    ACHEI SEU ARTIGO MUITO ESCLARECEDOR E POR ESTE MOTIVO COLOQUEI-O EM MEU BLOG.
    ESPERO QUE NÃO SE IMPORTE.
    CASO QUEIRA, EU POSSO RETIRÁ-LO.
    É SÓ ME MANDAR UM MAIL - ritavelosa@bol.com.br
    OU DEIXAR UM COMENTÁRIO NO MEU BLOG
    http://ritavelosa.blogspot.com
    ATENCIOSAMENTE, RITA

    ResponderExcluir