sábado, 28 de novembro de 2009

PT, DEM, PSDB, PMDB, PV, P...

O Jornal O Estado de São Paulo (28/11/2008), informa que foi Desencadeada na manhã de ontem, a Operação Caixa de Pandora revelou - segundo transcrição de relatório da Polícia Federal - a existência de uma organização "chefiada por José Roberto Arruda". Eleito pelo DEM, Arruda é o governador do Distrito Federal. Segundo a PF, o esquema estaria "em plena atividade, desviando recursos públicos para pagamento de vantagens indevidas a agentes do Estado".

Seria uma espécie de mensalão local que envolveria a cúpula política do Distrito Federal, com ramificações no gabinete do governador, na Câmara Legislativa e no secretariado de Arruda. O Relatório de Inteligência 01-650/2009 descreve uma tabela de pagamento de supostas propinas captadas apenas na empresa Infoeducacional no valor de R$ 178 mil: 40% para o próprio Arruda, 30% para o vice-governador e ex-senador Paulo Octavio, 10% para o chefe da Casa Civil, José Geraldo Maciel, e 10% para o assessor de imprensa do governo, Omézio Pontes. Todos negaram as acusações.
O PT carregará pela eternidade o pêso do Mensalão que desviou milhões do dinheiro público para garantir a boa vida dos petistas pelo resto da vida, além de comprar a consciência de parlamentares para votar contra os interesses dos brasileiros em casos como a aposentadoria, reforma da previdência, entre outras.
Enntão os partidos todos estão envolvidos aqui e ali em falcatruas de desvio de dinheiro público. E cinicamente os políticos e a mídia mantém uma campanha sistemática contra apenas o PMDB, cuja minoria envolvida em atos expúrios tem nome, endereço e cpf.

Nenhum comentário:

Postar um comentário