sábado, 19 de dezembro de 2009

UMA CIDADE SEM PROPÓSITO!

Minha filha, Paula Bueno, observadora das coisas e campo-grandense de coração me diz que esta é uma cidade sem propósito, por isto é bom viver aqui. "Não somos escravos de nenhuma atividade específica" diz ela.

De fato, existem cidades com vocação para indústria, outra para moda, outra para agricultura, outras universitárias, mas Campo Grande é isto mesmo, sem uma vocação específica. Aqui todos prosperam de alguma maneira, sem obrigação de se engajar em um perfil específico.

Talvez isto seja resultado da localização geográfica de nossa cidade. Ela desde o inicio teve de se prover de tudo quase autonomamente e, também, pela multiplicidade de culturas e de qualificações de seus imigrantes. Os "mudancistas" como denominava José Antonio Pereira aos que aqui chegavam, eram obrigados a fazer alguma coisa complementar, diferente daquelas que já se faziam na cidade, para poder sobreviver.

E assim seguimos, sem propósitos...

Nenhum comentário:

Postar um comentário