sábado, 23 de janeiro de 2010

ECONOMIA COM LUIS NASSIF

Análises que aboliram o câmbio - Luis Nassif - Meu amigo e vizinho Celso Ming mostra claramente o nó não apenas nas contas externas mas nos analistas que aboliram o câmbio de suas análises.Constata ele que o rombo nas contas externas está enorme e vai aumentar em 2010. Esse rombo reflete mais consumo e menos poupança, diz Celso. É evidente a relação direta com o câmbio apreciado. Mas falar de câmbio é proibido. Para o mercado e para meu amigo Celsão, câmbio é uma variável já dada. Os outros preços e setores que se adaptem a ele.O que resta então? Uma ginástica memorável para acertar as contas externas sem falar no câmbio.Vamos analisar o seu texto.
Do Estadão - O rombo vai aumentar - Celso Ming - O rombo nas contas externas do Brasil em 2009 foi maior do que o esperado e vai crescer substancialmente tanto em 2010 como em 2011. Em princípio, nada há de errado nisso, desde que a qualidade do financiamento desse déficit seja adequada. Mas, para avaliar melhor as consequências, isso tem de ser trocado em miúdos. Primeiramente, o conceito. Contas Correntes do Balanço de Pagamentos de uma economia é o pedaço da contabilidade externa de um país que registra pagamentos e recebimentos com o resto do mundo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário