quarta-feira, 24 de fevereiro de 2010

OBRIGADO, GILTON ALMEIDA!

Esacheu,

À cada dia sinto verdadeiro orgulho de te-lo como meu amigo e Presidente do partido que desde quando deixei a minha querida FAB - (onde aprendi a cultuar amor e patriotismo pelo nosso Brasil) escolhi para exercer a minha cidadania como homem da "polis".

Hoje, como faço diáriamente, abri seu frequentado Blog, li e reli todas. E, dentre outras do dia, pincei a que mais me tocou: "ENQUANTO LULA APOIA CUBA,MORRE LÁ UM PRISIONEIRO DE CONSCIENCIA".

Quando dos jogos Panamericanos no Brasil, o "democrata" Lulla devolveu os atletas cubanos, dissidentes, para o ditador-malvadeza Fidel, carrasco de 178.000 ilhéus que foram para o paredão. Césare Batisti não mereceu a malvadeza. Não muito diferente de Getulio, quando entregou Olga aos nazistas.

Qual a diferença entre Lulla, Getulio, Hitler e Fidel??

Aguardemos os depoimentos dos herdeiros de Che Guevara, que tem em mãos o "Diário de Che", manuscrito pelo próprio, que fala do seu desestímulo e equívoco ao ter lutado para tirar um inquilino ditador (Fulgêncio) e ter contribuído para que um sanguinário buscasse a perpetuação.

Meu amigo e presidente Esacheu, rogo à Deus que muitos dos nossos amigos correligionários do PMDB e outros que militam em siglas tidas como aliadas, se resignem em favor da verdadeira Democracia e nos aceitem como democratas, por que estamos sob um regime ditatorial da minoria, pois é sabido que a chamada esquerda melancia não é mais que 30% dos votos deste país.

Parabéns pela sua coragem de, em meio há muitos totalitaristas disfarçados de democratas,
se posicionar contra as ditaduras de esquerda e de direita.

Há quem recrimine o maniqueísmo ideológico, mas não consigo ser hipócrita. Que hay...hay!!

BRAVO PRESIDENTE!! ORGULHA-ME E ME FOLGA SABER QUE NÃO ESTOU SÓZINHO
NAQUELE QUE CHAMO DE MEU PMDB.

Gilton

Um comentário:

  1. UM POUCO DE POESIA NO BLOGUE DO ESACHEU

    Ciclo diário

    Vanda Ferreira

    Dia nasce de parto celeste.
    Útero rasgado por filetes solares;
    Manhã tem lisa, fresca,
    Fina pele de pitanga verde.
    Até entardecer:
    Intensa adolescência,
    Vespertina faixa etária
    Brinca de passarinho, macaco,
    Desabrochares de pétalas,
    Aberturas para exibir duendes.
    O dia anoitece,
    Então adulto,
    Encerra-se em supremacia
    Das serpentes tatuadas pelo vento
    Nos corpos das árvores
    Que alojam segredos da vida.

    ResponderExcluir