quinta-feira, 1 de abril de 2010

O ÓDIO É PREJUDICIAL EM POLÍTICA

Trecho da coluna de Mariano Grondona, no Jornal La Nacion, Buenos Aires, de 28/3/2010:

"Emanuel Kant observou que algumas paixões são tão destrutivas que "sempre" são prejudiciais e não suportam, portanto, nenhum "meio termo". Este é o caso do ódio porque, seja grande ou pequeno, sempre prejudica tanto ao odiado como ao odiador. Desde a intolerância até a vingança e o ressentimento, o ódio é executado através de diversos canais. De acordo com Kant, o ódio é condenável de qualquer ponto de vista."

Nenhum comentário:

Postar um comentário