domingo, 6 de junho de 2010

AINDA SOBRE SOLIDARIEDADE

Num país em que a carga tributária chega a limites insuportáveis o Poder Público devia ser mais eficiente na aplicação desses recursos e atender as necessidades sociais que hoje, em grande parte, são suportadas pela própria sociedade civil organizada.

Graças a Deus que ainda existem pessoas disponíveis, que além de pagar seus impostos, ajudam como podem, aos menos favorecidos. É o caso dos Rotarianos. Ontém a noite participei de uma reunião de confraternização dos rotarianos e de arrecadação de recursos para atendimento aos projetos sociais desenvolvidos pelos clubes de Campo Grande.

O Rotary paga, por exemplo, toda a produção de vacinas de varíola produzidas no mundo, destinadas a projetos sociais de erradicação desse mal. É uma ralização da Fundação Rotária Internacional, da qual sou Companheiro Paul Harris. Qualquer pessoa pode contribuir com U$ 1 mil dólares para essa finalidade. Em reconhecimento a Fundação distingue a pessoa com a Medalha de Companheiro Paul Harris.

Nenhum comentário:

Postar um comentário