terça-feira, 11 de janeiro de 2011

LATIM, LATINORUM!

Fonte: Migalhas Jurídicas

"O latim, que deixou, erradamente, de ser ensinado nas escolas, é obrigatório na prática da Justiça. Se um advogado disser que o poder está querendo ganhar pela força não consegue grande efeito. Mas se disser: 'É a ultima ratio regum' a coisa soa como verdade esotérica, sábia, divina. Logo o promotor pode usar uma frase ofensiva, não sem antes avisar: 'Horribile dictu!'. O juiz, por sua vez, pode interromper; 'Immota Manet!' (Fica quieto aí, ô cara!) Qualquer tolice pode salvar ou arruinar uma vida quando dita em latim. É indiferente. Mas aumenta o cachê. E impede que qualquer um de nós possa fazer sua própria petição." Millôr Fernandes

Nenhum comentário:

Postar um comentário