terça-feira, 5 de abril de 2011

POEMEIRO

Para os que esperam ver o céu (sem chuva) no mes de Abril...

"Poemeiro em lua nova
Nos autos do amor bastante
Poemeiro é sempre réu
Canta a treva com ternura
Prisioneiro da amargura,
Enquanto a lua inconstante
Troca de roupa no céu..."

[Olavo Drummond]

Nenhum comentário:

Postar um comentário